Não sendo possível garantir as participações esperadas, por condicionantes relativas ao atual estado da pandemia de COVID-19, a AMRS e o Município do Montijo vêm-se na contingência de adiar o XI Encontro de Leitura Pública, por forma a garantir que seja possível realizar a iniciativa com a qualidade que as matérias em debate merecem.

Não sendo possível garantir as participações esperadas, por condicionantes relativas ao atual estado da pandemia de COVID-19, a AMRS e o Município do Montijo vêm-se na contingência de adiar o XI Encontro de Leitura Pública, por forma a garantir que seja possível realizar a iniciativa com a qualidade que as matérias em debate merecem.

XI Encontro de Leitura Pública

Bibliotecas em Transição

A Associação de Municípios da Região de Setúbal, através da Rede Intermunicipal de Bibliotecas da Região de Setúbal (RIBRS), previu a realização do XI Encontro de Leitura Pública da Região de Setúbal, nos dias 26 e 27 novembro, no Cinema-Teatro Joaquim d'Almeida, no Montijo.

Notando-se uma limitação na participação maioritariamente pelos condicionalismos do atual estado da pandemia, definiu-se necessário o adiamanto da iniciativa para novas datas. O objetivo mantém-se, firmar a importância da discussão das matérias previstas no seu programa, com o intuito de trazer novas perspetivas e reconhecimento ao universo das bibliotecas públicas municipais.

O programa, bem como o local anteriormente definidos, permanecerão para as seguintes novas datas – 8 e 9 de abril de 2021.

Bibliotecas em Transição, tema desta edição, aspira aprofundar uma discussão centrada na importância social e cultural das bibliotecas e o seu contributo para o desenvolvimento. Para além disso, vem reforçar a importância da inclusão das Bibliotecas e do acesso à informação, nos planos de desenvolvimento nacionais e regionais para o contributo efetivo do cumprimento da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

O cenário pandémico em que nos encontramos hoje constitui uma nova realidade que obriga à discussão e afirmação da pertinência dos espaços culturais, reforçando o seu valor. Emerge a discussão sobre o papel e importância das bibliotecas para a população, afirmando a transição para politicas que, efetivamente permitam dar corpo às Redes e ao trabalho em rede, que se assume cada vez mais como um papel central para as bibliotecas públicas.

O reposicionamento das bibliotecas públicas face ao seu papel na sociedade exige o potenciamento e requalificação dos seus serviços atuais, de gestão das bibliotecas, no sentido da evolução e adaptação a novos contextos, numa lógica de construção de caminhos inovadores que o serviço público presta à sua população e para a promoção saudável dos hábitos de consumo cultural.

logo spd-amrs